Internet L4S: Novo padrão de internet traz menos latência e maior velocidade!

A internet L4S é um novo padrão de rede em desenvolvimento para acelerar a web. Trazendo menor latência e maior confiabilidade aos usuários, aprimorando experiências como jogos online e assistir streaming. Mas como isso funciona, exatamente? Vamos descobrir!

Conhecendo o novo padrão da web

Quem já não passou pelas seguintes experiências: tentar assistir um filme via streaming ou jogar uma partida competitiva do seu jogo favorito, mas a internet ficou “lenta” do nada? Às vezes, o problema pode ser seu plano de internet, seu roteador Wi-Fi ou os clientes da rede.

Por exemplo, você pode ter um plano que não passa velocidade de internet o suficiente para suas necessidades. Ou você pode ter uma internet fibra óptica de 1 Gbps, mas seu roteador afunila isso para 100 Mbps. Mas outras vezes não há motivo aparente, daí entra a internet L4S.

O nome do padrão na verdade é uma abreviação para “Low Latency, Low Loss, Scalable Throughput”. Ou “baixa latência, baixa perda, transferência escalável”, em tradução livre. A tecnologia tem por objetivo combater este inimigo silencioso chamado “lag”, ou latência.

O que é latência e quais suas causas?

A latência, ou lag, nada mais é do que um atraso em transferir dados depois de uma instrução de transferência. Estes atrasos que o padrão de internet L4S busca mitigar têm múltiplas causas. Como configurações de QoS de diferentes ISPs e a velocidade dos servidores, por exemplo.

Fora a ampla interconexão de roteadores e switches da própria internet. Ou seja, são muitas as rotas pelas quais os pacotes de dados precisam passar até chegarem a seus destinos. A maioria das conexões que usa protocolo TCP consegue lidar com o problema, entretanto.

Regulando automaticamente o tráfego de dados enviados em caso de “engarrafamentos” obstruindo a conexão “downstream” (destinatária dos dados). Só que detectar estes gargalos pode demorar muitos milissegundos, ou até mesmo segundos, causando atrasos na rede.

Resolvendo o problema de congestionamento

O novo padrão de internet L4S quer solucionar este problema introduzindo configurações especiais dentro dos pacotes de dados transmitidos. Estas configurações permitem que os pacotes se “comuniquem” com o próximo dispositivo de rede L4S.

E dizer se eles passaram por gargalos ou não. Isso possibilita que o dispositivo de rede imediatamente ajuste o fluxo de tráfego. Otimizando a rota de transmissão de dados, ao invés de apenas esperar a rota atual descongestionar. Assim, economizando preciosos milissegundos.

Agora, você deve estar se perguntando: “Mas reduzir a latência em milissegundos faz mesmo alguma diferença?”. Bem, de acordo com Greg White, um tecnólogo de P&D que ajudou a desenvolver o padrão de internet L4S, sim. Eis o que o desenvolvedor disse sobre isso:

“Este atraso de buffer normalmente tem sido de centenas de milissegundos a até milhares de milissegundos em alguns casos.

Algumas das correções anteriores para o inchaço do buffer reduziram esse atraso para dezenas de milissegundos, mas L4S reduz isso para milissegundos de um dígito [de 1 ms a 9 ms].”

Limitações e lentidão na implantação do padrão de internet L4S

Esquema ilustrativo comparando o padrão de internet atual com o padrão de internet L4S
Esquema ilustrativo comparando o padrão de internet atual com o padrão de internet L4S (Imagem: Reprodução/Tech Spot)

Esta redução da latência para menos de 10 ms torna aplicativos como jogos em nuvem, por exemplo, muito mais viáveis. Outras aplicações que requerem baixa latência para serem eficazes também poderão colher enormes benefícios deste novo padrão.

Mesmo assim, o L4S ainda precisa obedecer às leis da física. Acessar um servidor ao redor do mundo ainda adicionará latência à conexão. Principalmente, devido à distância e à realidade de rotear sinais elétricos por meio de centenas, ou até milhares, de dispositivos de rede.

Fora isso, apesar de poder revolucionar a velocidade das nossas conexões, o padrão de internet L4S ainda enfrenta lentidão em sua adoção. Por enquanto, apenas usuários de produtos e serviços muito específicos têm acesso aos benefícios do novo padrão.

Recentemente, a Apple adicionou suporte beta ao L4S para iOS 16 e macOS Sonoma durante a WWDC 2023. E deve continuar disponibilizando o suporte para usuários de iOS 17. A implementação em dispositivos domésticos/comerciais, todavia, ainda deve demorar.

Encerramento

Lembrando que, para desfrutar ao máximo da sua internet, você não precisa necessariamente de um plano de 1 Petabit/s. Mas de um bom roteador, que suporte os padrões Wi-Fi mais recentes. Além de clientes compatíveis, como celulares Wi-Fi 6, por exemplo.

Felizmente, roteadores são nosso forte! Você pode explorar o modelos que mais indicamos e escolher o melhor para o seu lar nos links abaixo. Confira:

E aí, curtiu nossa matéria sobre o padrão de internet L4S? Compartilhe-a, então! E o que você acha da tecnologia? Comente! Fique ligado no site Max Dicas para mais notícias tecnológicas imperdíveis. E não esqueça de se inscrever em nosso canal do YouTube.

Siga-nos também no Telegram e no Facebook. Para ficar a par das melhores ofertas, promoções e lançamentos do mundo tech! E, também, para interagir conosco. Trocando ideias, experiências e conhecimento. Para mais conteúdo sobre tecnologia e internet, confira nossos vídeos:

Leia também: Internet de 20 Gbps?! Google Fiber testa planos residenciais com roteadores Wi-Fi 7

Internet Fibra Óptica: Existe fibra “fake”? Saiba identificar e proteja-se de golpes!

O que é o Protocolo IPv6 e como ele está mudando a internet?

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia Mais